USBGIS com Linux instalado no pendrive!

Após muito tempo sem publicar, muito trabalho e poucas novidades, resolvi compartilhar minha nova experiência: usar SIG no Linux em um pendrive. Bom, SIG gratuito para Linux não é novidade, já publiquei isso antes. O interessante são os chamados Linux Live-CD, aquelas distribuições do Linux que rodam apartir de um CD-ROM sem precisar instalar nada nem prejudicar o Sistema que já estiver instalado no computador – i.e. Windows.
Exemplos disso podem ser vistos em: http://distrowatch.com e mais especificamente nas versões com programas de SIG instalados:
http://www.geolivre.org.brGEOLIVRE LINUX baseada no Kurumin 5.0 em Pt-BR.
http://poseidon.furg.brPoseidon Linux 3.0 basado no Ubuntu também em Pt-BR.
http://www.sourcepole.comGIS-Knoppix baseado no Knoppix feito na Suiça.
Porém o que sempre me incomodou no uso do Linux, além da dificuldade de instalar/configurar o sistema – a meu ver o que faz do Linux impopular frente ao Windows, i.e programa de NERD ou de "especialista" – é também a infinidade de "distros" que pipocam na web (+ de 1000 versões de Linux e BSD). O que pode ser a principio liberdade de escolha joga o usuário num limbo, sem saber qual versão usar, quem dá suporte a essa versão, por quanto tempo ela irá existir ou se sumirá com o passar da moda, etc… o que faz o usuário a acabar ficando no Windows.
Boas iniciativas tem surgido desde então, sendo que você pode conferir as 10 distribuições mais populares da atualidade em: http://distrowatch.com/dwres.php?resource=major
Como você pode observar o Slackware é a distribuição mais antiga (1992) em atividade e tambem é conhecida por ser "para especialistas", ou seja significa que ele requer muito trabalho manual pós-instalação. Mesmo podendo parecer um paradoxo, é justamente uma variante contruída com base no Slackware que me fez ficar entusiasmado com o Linux, trata-se do SLAX, que ao contrário desse é a versão mais amigável que eu já testei, parece que se está instalando/usando um Windows XP – diferente dos técnicos todos usuários querem um sistema do tipo ligue e use – como nos Mac/Apple.
O SLAX é um Linux live-CD que se inicializa e se configura automaticamente reconhecendo um ampla gama de hardwares, com interfácie gráfica KDE não fica devendo nada ao XP ou Mac. Por outro lado, ele é modular (programas são instalados como módulos) e pode ser instalado em um pendrive, e aqui está a maravilha do sistema, um HD de bolso, com um SO que inicializa pela USB e com SIG gratuitos instalados (na forma de módulos que podem ser acrescentados ao sistema). E você deve estar se perguntando cadê os SIGs? Fácil, você pode baixar o Slax-GIS!
http://www.slax.org – o seu sistema operacional portátil (customized Slackware with KDE 3.5, kernel 2.6.x);
http://www.geocities.com/slaxfansite – seu guia do SLAX (site em inglês);
http://myslax.bonsonno.org
MySLAX Creator: crie a sua propria imagem (ISO) personalizada, e MySLAX Modulator: para fazer a conversão de módulos do Slackware (*.tgz);
SlaxGISGRASS 6.3, MapServer 5.2, uDIG 1.1, OpenJUMP, PostgreSQL 8.3.3, PostGIS 1.3.3;
http://www.slacky.euThe Italian Slackware Community: onde você vai encontrar uma infinidade de aplicativos (módulos), em particular o amado QGIS (Quantum GIS 0.10);
http://www.kde-apps.org – Aplicativos para ambiente KDE/Qt com pacotes para Slackware. Na verdade é parte do grupo http://www.opendesktop.org, com aplicativos para GTK+ e Java tbm.
UNetbootin – The Universal Netboot Installer: programa para criação de LiveUSB Linux (isso mesmo, Linux no FlashDrive) sem complicações, ele permite ainda escolher a distro de sua preferência (várias Linux, como SLAX; Fedora; Ubuntu) e também BSD (OpenBSD e NetBSD), com tradução em português, faz tudo em 3 passos:
1. Download da instalação (você escolhe a distro e ele baixa a mais recente);
2. Instalação da Distro (extração e cópia para o Pendrive);
3.Instalação do Bootloader (geralmente aqui que as coisas dão errado quando se tenta fazer na mão)
4. Por fim é só reiniciar a máquina selecionando o boot pelo dispositivo USB na BIOS e se divertir
Obs: esse método eu testei e funciona o que não aconteceu com o método manual descrito abaixo, outro problema é que os módulos do SlaxGIS não funcionaram assim como o GoogleEarth, só consegui instalar os módulos uDIG e OpemJUMP junto com o JRE que eu baixei do site do SlaxGIS é questão de ir baixando e testando os que funcionam.

Instalando o Slax 6.0 em um pendrive

Basta pegar o 7-zip e mandar ele extrair o slax6.0.6.iso no pendrive. Daí é só executar o bootinst.bat e reiniciar o computador pelo pendrive. Os módulos (*.lzm) devem ser copiados para a pasta modulos para se iniciarem com o sistema ou então carregados com o gerenciador de módulos do Slax.
Claro que todos os módulos do Slax 5.0 funcionam muito bem no 6.0, incluindo o do BrOffice, bastando apenas renomearmos de .mod para .lzm (o que deve ser feito com os módulos convertidos do Slackware) – extraido de: http://slackwarebrasil.wordpress.com/category/slax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =

12 − 7 =