Vetorização de Cartas Topográficas

Página do IBGE onde se encontra a orientação para produção sistemática de mapas:
http://www.ibge.com.br/home/geociencias/cartografia/vetori.shtm
http://www.ibge.com.br/home/geociencias/cartografia/validacao_da_vetori.shtm
Por se tratar de um documento, todo mapa deve ser produzido seguindo as normas e orientação do IBGE (e do Concar), pois produzir material cartográfico sem o mínimo conhecimento ou cuidados técnicos incorre em crime (de adulteração, falsificação, e outros que podem ser encontrados no Código Penal Brasileiro). Em resumo, como a cartografia é um dos pilares do geoprocessamento (e dos SIG, que são a materialização destes), é preciso seguir todas as orientações e normas referentes à produção e validação de mapas (mesmo os digitais).

Para tornar o assunto mais ameno, um site interessante que eu encontrei quando procurava um mapa indice da articulação das cartas 1:50.000 do Estado de São Paulo (é e acabei encontrando esse site do Paraná):
Instituto de Terras, Cartografia e Geociências – ITCG

Cartas Topográficas

"Nesta área encontram-se disponíveis Cartas Topográficas Rasterizadas, em formato TIFF e/ou JPG, não georreferenciadas, com exceção da escala 1:250.000 que possui dados vetoriais georreferenciados, no formato DWG. As cartas estão organizadas por escala e Mapa Índice (MI).
Ressalva-se que o acervo em formato digital das escalas 1:100.000 e 1:50.000 não se encontram completos, todavia, o ITCG busca atualizar os mesmos assim que possível."
É isso aí, se você precisava de um mapa topográfico de alguma região do Paraná é só baixar e vetorizar (seguindo as normas oficiais da cartografia brasileira, hein!).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 17 =

− 3 = 3