IDEA-SP – Infraestrutura de Dados Espaciais Ambientais do Estado de São Paulo

O IDEA-SP  (Infraestrutura de Dados Espaciais Ambientais do Estado de São Paulo), traz a Base Territorial Ambiental Unificada do Estado de São Paulo cujo os dados podem ser acessados via Geoportal ou clientes CSW (Catalog Service Web são ferramentas desenvolvidas para consulta em banco de metadados para informações geográficas).

Projeto DataGEO

O Geoportal DataGEO permite o compartilhamento de dados geoespaciais organizados, catalogados, padronizados e validados de maneira fácil e eficiente.
É a construção da Base de Conhecimento Ambiental Territorial da Secretaria de Meio Ambiente – SP, consolidando bases cartográficas, mapas temáticos, ortofotos e dados ambientais gerados pelo Sistema Ambiental Paulista.

Acesse: http://datageo.ambiente.sp.gov.br

GeoPortal IGC – Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo.

Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250.000 – BC250


1.   Objetivos
O projeto BC250 objetiva prover a sociedade de um mapeamento planialtimétrico de todo o território brasileiro, na escala de 1:250.000, através de uma base cartográfica contínua, compatível com os requisitos de acurácia do Sistema Cartográfico Nacional (SCN) e adequada aos padrões e normas da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE).
2.   Descrição do produto
Este produto do mapeamento terrestre corresponde à representação cartográfica, na forma de um conjunto de dados geoespacias para a escala de 1:250.000, dos elementos geográficos de referência do território nacional.
O produto possui uma cobertura que abrange todo o território nacional e utiliza como insumo imagens de satélite, informações obtidas em campo levantadas pelas unidades descentralizadas do IBGE, bem como informações produzidas por órgãos setoriais dos governos federal, estaduais e municipais.
Estão contempladas as seguintes categorias de informação: Hidrografia, Sistema de Transporte, Energia e Comunicações, Abastecimento de Água e Saneamento Básico, Estrutura Econômica, Localidades e Limites.
3.   Características técnicas
O produto BC250 segue o padrão de estruturação e modelo de dados geoespaciais, definido pela CONCAR para a INDE, da Especificação Técnica para Estruturação de Dados Geoespaciais Vetoriais (ET-EDGV), em sua versão 2.0.
Os dados estão armazenados no sistema de coordenadas geográficas, com referencial geodésico SIRGAS 2000. Como forma disponibilização à sociedade foram gerados arquivos nos formatos Geodatabase (ESRI), dump do PostGIS (para o QGIS), bem como criado o acesso para consumo das informações por geoserviços através da página da INDE.
4.   Diferenciais da Versão
Primeira versão em um único conjunto de dados, padronizado, disponível para todo o território nacional na escala de 1:250.000.

OGR2GUI – Conversor de Formatos e Sistema de Coordenadas.


OGR2GUI (graphical user interface for ogr2ogr) é um aplicativo usado para converter e manipular dados geoespaciais.
Baseia-se no ogr2ogr, um utilitário de linha de comando da biblioteca geoespacial GDAL -"Geospatial Data Abstraction Library” (gdal.org).
Através de sua interface gráfica do usuário, ele dá todo o poder do ogr2ogr sem se preocupar com sua sintaxe complexa. Ele traz velocidade, eficiência e simplicidade para seus usuários, na forma de um executável stand alone (Windows).


Esta versão (0.6) utiliza a plataforma Qt e adiciona suporte para formatos de bancos de dados como Oracle Spatial e PostgreSQL. Também adiciona suporte para formatos .GMT, .GPX, .GXT, GeoJSON e FME Objects Gateway.

OGR2GUI (http://www.ogr2gui.ca/en/index.php) é um projeto de código aberto lançado sob a GPL License.
Note que a Inventis não vai mais apoiar o projeto mais devido à falta de tempo – e na ausência de uma comunidade de programadores, você está convidado para desenvolvê-lo para seu próprio propósito!

PostgreSQL 9.0

Lançado a versão 9.0 do PostgreSQL, o mais robusto SGDB aberto (servidor de banco de dados livre), incluindo uma instalação para Windows 64bit.
Vou testar para ver como funciona com o PostGIS 1.5 e publico os resultados – aqui cabe a observação que se você quiser usar o PostGIS terá de instalar o PostgreSQL 9.0 versão 32bits pois ele ainda não roda na versão 64bits (mesmo que você esteja usando o Windows 7 64bits, como eu).
Para saber mais sobre o lançamento visite o blog do Anderson Medeiros.