QML do Mapa Geológico do Brasil ao Milionésimo

Se você já acessou o novo portal da CPRM (Serviço Geológico Brasileiro), o GeoSGB (antigo GeoBank) para baixar Mapas Geológicos, Hidrogeológicos e Dados Geofísicos, deve ter reparado que agora as legendas dos mapas vem também no formato SLD (padrão geoespacial aberto – OpenGIS da OGC), além do formato LYR do ArcGIS (antigamente vinha em formato AVL do ArcView 3).

Essa opção de legenda (em SLD – Styled Layer Descriptor) pode ser usado no QGIS, gvSIG e outros SIG’s Open Source que seguem os padrões da OGC.

Porém, no QGIS 2.18 (versão de longa duração, mais atual e estável) tem apresentado problemas para ler esse arquivo de estilo.

Pensando nisso, o Geólogo Arthur Endlein resolveu portar o arquivo de estilo para QML (arquivo de estilo nativo do QGIS).

QML do Mapa Geológico do Brasil ao Milionésimo

Um arquivo de estilo (.qml) para o mapa geológico do Brasil ao milionésimo (http://www.cprm.gov.br/publique/Geologia/Apresentacao-202). Foi produzido a partir da correção manual do arquivo de definição para o ArcGIS, conversão para o formato SLD utilizando a ferramenta ArcGIS-Map to SLD converter e finalmente transcrevendo as informações de cor do SLD resultante para um arquivo QML utilizando o script sld_to_qml.py incluso neste repositório.

Para baixar o arquivo de estilo do QGIS (.QML) é só ir no repositório no Github:

Referências

National Geologic Map Database

Cartas de Suscetibilidade

Cartas de Suscetibilidade

Programa de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais 2012-2015

Objetivo

Cartografar áreas suscetíveis a movimentos gravitacionais de massa e inundação, classificadas como alto, médio e baixo, relacionadas, principalmente, com movimentos de massa e inundações, em municípios brasileiros priorizados pelo Governo Federal.

Escala

As informações geradas para a elaboração da carta estão em conformidade temática com as escalas 1:50.000 (AC, AM, AP, PA, RO e RR) e 1:25.000 (demais estados), podendo a carta eventualmente ser apresentada em escalas menores.
Cartas de Suscetibilidade a Movimentos Gravitacionais de Massa e Inundações

Produtos Gerados e Disponibilização dos Dados

Os produtos gerados pelo projeto compreendem:
    • Cartas de Suscetibilidade contendo as áreas suscetíveis e encartes dos temas, tais como hipsometria, declividade, padrões de relevo, dados hidrológicos e, ocasionalmente, litologias (formato PDF).
    • Banco de dados em SIG (formatos shapefile e raster – Ortoimagens e MDEs) https://goo.gl/MF7pdG
    • Visualizador do banco de dados geográfico do projeto: RISCOS GEOLÓGICOS.GIS.

Os metadados das cartas finalizadas podem ser consultados através do catálogo de metadados da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais – INDE.

As bases cartográficas apresentam escalas variando de 1:250.000 a 1:25.000, ocasionalmente ajustadas à escala 1:25.000 (rede de drenagem, rodovias e mancha urbana) e/ou modificadas pela CPRM para atender aos interesses do projeto. O IBGE, através de sua Diretoria de Geociências, está executando a validação da qualidade geométrica dos mapeamentos cartográficos das bases oriundas dos levantamentos por RADAR, aerotransportado e aerofotogrametria digital, a fim de garantir a precisão necessária para a elaboração das cartas de suscetibilidade. Esse trabalho de validação é composto por levantamentos de malhas de pontos de controle em campo e posterior elaboração de relatórios de análise geoestatística.

As imagens utilizadas nas interpretações são oriundas do RapidEye (resolução 5,0 m), ortoimagens de RADAR (resolução 2,5 m) e ortofotos (resolução de 0,39 a 10 m). Foram utilizados modelos digitais de elevação e terreno oriundos de levantamentos por RADAR (resolução de 1,0 a 10 m), aerofotogramétricos (resolução de 1,0 a 20 m) e do TOPODADA-INPE (resolução 30×30 m).

Referência

Serviço Geológico Brasileiro – Gestão Territorial – Geologia de Engenharia e Riscos Geológicos.